Metalúrgicos da MWL param para pressionar pagamento de demitidos | Últimas Notícias
P1

Metalúrgicos da MWL param para pressionar pagamento de demitidos

Os trabalhadores da MWL, de Caçapava, realizam uma paralisação de 24h, a partir da manhã desta quinta-feira (16), para pressionar a empresa a pagar indenização a 78 funcionários demitidos em julho de 2016. A produção na fábrica está 100% paralisada.

Há duas semanas, um grupo de ex-trabalhadores permanece acampado na porta da fábrica, em protesto contra o calote aplicado pela MWL. Com a paralisação iniciada hoje, o acampamento ganha o apoio dos metalúrgicos que ainda estão na fábrica.

Em dezembro de 2016, o Tribunal Regional do Trabalho (TRT) determinou o pagamento de uma indenização aos trabalhadores, mas a empresa se nega a cumprir e agora remeteu a decisão para a matriz, que fica na Alemanha.

Cada demitido teria de receber um valor entre quatro e sete salários, de acordo com o tempo de casa. A ação foi movida pelo Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, filiado à CSP-Conlutas.