Enem 2013: apenas 53 escolas no país têm nível máximo em matemática | Últimas Notícias
educação 2

Enem 2013: apenas 53 escolas no país têm nível máximo em matemática

Apenas 53 escolas em todo o país obtiveram o nível máximo de desempenho na prova de matemática do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2013. Essas escolas tiveram média de 750 pontos ou mais na prova, ficando no nível 5, o mais alto da escala do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pelo exame. Mais 891 escolas tiveram médias inferiores a 450 pontos e foram classificadas no nível 1, considerado o mais baixo. O Inep divulgou ontem (22) as notas de 14,7 mil escolas.

Os dados mostram também a diferença socioeconômica no aprendizado da disciplina. Dentre as 53 escolas de melhor desempenho na disciplina, 47 são de nível socioeconômico muito alto. As demais são de nível alto. Quando considerado o nível socioeconômico muito alto, a maior média foi 868,33. Já no nível socioeconômico muito baixo, a maior média foi 498,53 pontos, pouco mais da metade.

A formação dos professores também se distingue entre os extremos. Nas escolas com as maiores médias e de nível socioeconômico muito alto, mais da metade das disciplinas são ministradas por professores com formação superior de licenciatura ou bacharelado com complementação pedagógica na mesma disciplina que lecionam. Já entre o nível mais baixo, essa porcentagem não chega à metade.

O indicador de nível socioeconômico é calculado a partir do nível de escolaridade dos pais e da posse de bens e contratação de serviços pela família dos alunos. No nível mais baixo, a renda familiar mensal é de até um salário mínimo, a mãe tem ensino fundamental incompleto e o pai nunca estudou. Já no mais alto, a renda familiar é de mais de 12 salários mínimos por mês, e pai e mãe tem ensino superior completo.

O Censo revela que há 25.909 escolas com pelo menos um estudante no ensino médio. Para a divulgação dos resultados, foram consideradas as escolas com, no mínimo, dez alunos concluintes do ensino médio participantes do Enem em 2013 e que apresentaram, no mínimo, 50% dos estudantes fazendo o exame. Ambas informações são baseadas no Censo Escolar 2013.

O Enem de 2013 foi feito por mais de 5 milhões de estudantes em todo o país. As notas são usadas para ingresso em instituições públicas, participação em programa de intercâmbio, obtenção de bolsas e financiamento em instituições privadas, além de certificação do ensino médio.

Além da prova de matemática, os alunos fazem provas de redação, português, ciências humanas e ciências da natureza. Para a correção das provas, é usada a Teoria de Resposta ao Item (TRI). Segundo o Inep, além de estimar as dificuldades dos itens e a proficiência dos participantes, essa metodologia permite que os itens de diferentes edições do exame sejam posicionados em uma mesma escala. Cada uma das quatro áreas do conhecimento avaliadas no Enem tem uma escala própria.

Agência Brasil

Deixe uma resposta