CPI da Pró-Lar: Empresas que não comparecerem a oitiva sofrerão condução coercitiva | Últimas Notícias
fundacao-por-lar-jacarei

CPI da Pró-Lar: Empresas que não comparecerem a oitiva sofrerão condução coercitiva

No último encontro da Comissão Especial de Inquérito irregularidades na Fundação Pró-Lar de Jacareí decidiu que as 70 empresas que prestaram serviços a ela serão ouvidas no próximo encontro, marcado para o dia 15 de agosto.

O presidente da CPI, vereador Rodrigo Salomon (PSDB), contou em entrevista no Jornal Piratininga desta quinta-feira (10) que as empresas que não comparecerem poderão sofre condução coercitiva.