Anúncio de acordo confirma parceria CAOA Chery para operação no Brasil | Últimas Notícias
chery

Anúncio de acordo confirma parceria CAOA Chery para operação no Brasil

A CAOA, considerado o maior conglomerado de distribuição e fabricação de automóveis da América Latina, e a Chery, maior exportadora de veículos chineses, anunciaram, oficialmente, neste sábado (11), um acordo de cooperação para lançar a marca CAOA Chery, nova montadora 100% nacional. O investimento na nova marca será de até US$ 2 bilhões ao longo dos próximos cinco anos, com recursos próprios, e representa a venda de 50% por cento das ações da montadora chinesa no Brasil.

Em nota, as empresas informam que a parceria agrega a tecnologia de ponta da indústria chinesa com a experiência do time de engenheiros e tecnólogos da CAOA, para lançar a nova marca.

O acordo de cooperação prevê a fabricação de veículos da marca CAOA Chery na planta da CAOA, em Anápolis-GO, que já está sendo ampliada, além da continuidade na produção dos modelos de outra marca já fabricados no local. E, também, a fabricação de veículos da nova marca em Jacareí, onde, há cerca de três anos, funciona a agora antiga fábrica Chery, atualmente com cerca de 400 funcionários.

CHERY BRASIL – A Chery Brasil consolidou-se como a primeira fabricante chinesa de automóveis a se instalar no país, com investimento de US$ 530 milhões. O aporte contempla uma fábrica de veículos e motores, localizada em Jacareí. Atualmente são comercializados os modelos New QQ, Celer Hatch e Celer Sedan.

CAOA – Fundada em 1979, a Rede CAOA é composta por mais de 180 concessionárias que contam com cerca de 1.100 vendedores das marcas Hyundai, SUBARU e Ford. Em suas oficinas de serviços trabalham 3.400 profissionais.

A CAOA é a maior operação de distribuição e fabricação de automóveis da América Latina e já ultrapassou a marca de 1.200.000 de veículos vendidos na sua história, gerando mais de 30.000 empregos ao longo dos últimos anos.

A CAOA possui ainda uma unidade fabril localizada no município de Anápolis (GO). Uma fábrica genuinamente nacional, inaugurada há dez anos, com investimento próprio de R$ 2,5 bilhões. A fábrica já produz carros, caminhões e caminhonetas.

Greve na Chery durou mais de um mês

Os metalúrgicos da Chery colocaram fim na greve na manhã do último dia 30 de outubro, em Jacareí. A paralisação foi iniciada no dia 28 de setembro.
Segundo Guirá Borba, funcionário e diretor do Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos e Região, os trabalhadores aceitaram a proposta apresentada pela empresa, com reajuste de 1,73%, estabilidade no emprego para lesionados de 60 dias, além da manutenção do acordo coletivo.

As partes se comprometeram também a compensar os dias parados com atividades aos sábados, sem nenhum desconto nos 32 dias de paralisação.

PRODUÇÃO – A fábrica da Chery em Jacareí é a primeira da montadora fora da China. Possui cerca de 400 trabalhadores e produz os modelos QQ e Celer. Com a greve, 100% da produção da unidade permaneceu parada. Em dias normais, são produzidos cerca de 30 veículos por dia.

A Chery colocou à venda 50% de sua operação no Brasil, que gerou prejuízo no ano passado. O anúncio foi feito há cerca de duas semanas pela matriz à bolsa de valores de Changjiang, na China.